5 Erros que te impedem de ter um Abdômen Definido
mar13

5 Erros que te impedem de ter um Abdômen Definido

Fracassando em perder gordura e definir o abdômen? Então, provavelmente você está cometendo alguns desses erros ao treinar  abdômen. Aprenda a como transcende-los e conquiste o seu tão sonhado abdômen definido! 1) Fazer abdominal para perder barriga Muitos acham que fazendo apenas abdominais, a gordura acumulada na barriga sumirá. No entanto, a melhor estratégia para “secar” é uma combinação de dieta e exercícios aeróbicos. Solução:  Altere sua dieta para perder gordura. Elimine gordura trans e minimize gordura saturada e carboidratos simples. Dê ênfase à proteína magra, carboidratos complexos e gorduras saudáveis. Faça de 10 a 20 minutos de aeróbico pós-treino, ou de manhãzinha utilizando o método Treino Intervalado de Alta Intensidade ou em inglês HITT. Mude seus exercícios abdominais como se fosse um treino de força (menos repetições, mais pesos.) e os novos músculos ficarão incrivelmente mais visíveis enquanto você queima a gordura acumulada (Lembre que seu “tanquinho” está aí, o problema é que ele não está visível. Repare em pessoas magras, a maioria possui abdômen definido, sem sequer fazer abdominais.) 2) Negligência Muitas vezes deixamos de lado o abdominal, pois é no final do treino, já estamos cansados, podemos deixar pra amanhã, já que “não dá resultado mesmo”. Errado! Fazer abdominais randomicamente e com baixa intensidade certamente não dará um resultado satisfatório. Solução: Duas a três vezes por semana, dê ao seu abdômen o mesmo tratamento que você dá aos outros músculos. Se você faz aeróbicos separadamente da musculação, uma ótima hora para seus abdominais é antes disso. Ou você pode até fazer o treino em casa, precisando de uma aparelhagem mínima, que toda casa tem. Faça de 8 a 12 séries para Músculo Reto Abdominal e de 3 a 5 para os Oblíquos. Se estiver muito sem tempo, coloque o treino nos intervalos dos exercícios das outras partes do corpo. Ou faça todas as séries juntas, como se fosse uma série gigante, sem intervalo. (Apesar de não dar o mesmo resultado.) 3) Baixa intensidade Pergunta: Qual foi o máximo que você levantou no supino reto? E na rosca direta? Agora responda a mesma pergunta para o abdômen. A maioria tinha a resposta pra primeira pergunta na ponta da língua, mas não sabia responder a segunda. Além de raramente treinarmos o abdômen, quando o fazemos, é com pouca intensidade e muita repetição (o que acaba tornando chato), coisa que nunca fazemos no treino de peito por exemplo, ou qualquer outra parte. Solução: Treine para crescer seu abdômen, ao invés de treinar para tonificá-lo. O risco que você corre dele crescer demais ao ponto de ficar desproporcional, é quase igual ao “risco” de ganhar na loteria. Fique tranquilo. Para...

Continuar Lendo